Para alcançar o sucesso é preciso escolher um mentor

Você já pensou na diferença que um mentor pode fazer em sua vida?

Seja no âmbito pessoal, profissional, familiar ou afetivo é importante que você escolha alguém que você admire naquela área, não só pelo sucesso a nível profissional, mas também pela admiração do ser humano, pelo caráter dessa pessoa.

Eu tive a sorte e o privilégio de sempre ter na minha vida um mentor. O
meu primeiro mentor foi meu queridíssimo pai e desde muito cedo eu aconselhei com ele. Mas eu saí de casa muito cedo.

Eu tinha por volta de 19 anos, mais ou menos.

E comecei a minha carreira profissional fora da minha casa, me
formei com 24 anos.

Já tinha concluído minha formação  e surgiu uma grande oportunidade na época, que era começar um empreendimento na Europa. E é claro que tinha essa insegurança, esse medo e fui me consultar com o meu mentor, o professor DeRose, e perguntei pra ele:

O que que o senhor acha, vou ou não vou? Acabei de me formar.

E ele de uma forma muito simples, muito pontual. Chegou pra mim e disse:

O que que você tem a perder se você for para lá? O máximo que pode acontecer, se der tudo errado, você terá conhecido a Europa, você terá conhecido Paris.

E foi exatamente o que eu fiz. Realmente deu tudo errado, nada deu certo. Nada do que tinha planejado deu certo, mas eu conheci Europa!

Conheci Paris e ganhei uma experiência que hoje eu não troco por nada.

Provavelmente essa experiência que eu ganhei naquela época foi uma das coisas que mais contribuiu para o meu sucesso hoje.

Porque estou contando essa história para vocês?

Porque é importante que você escolha o quanto antes o mentor na sua vida.

Escolha um mentor na sua vida profissional, escolha um mentor na sua vida pessoal familiar ou afetiva.

Às vezes nós conseguimos encontrar tudo isso em uma única pessoa, mas se você não encontrar isso em uma única pessoa procure, em uma área específica. Se inspire… nós precisamos de um modelo para nos desenvolver mais rápido na nossa vida.

Não queira resolver tudo sozinho. Compartilhe com as pessoas, não com
qualquer pessoa, como eu disse tem que ser uma pessoa que você admira como profissional ou na sua vida pessoal ou no caráter.

Não devemos sair por aí falando da nossa vida para tudo e para todos. Mas para algumas pessoas sim, para aquelas pessoas que nós confiamos, sim.

Essa é a minha dica de hoje, espero que você tenha gostado.

Se você gostou comente e compartilhe com um amigo que você acha que  seria bom conhecer essas palavras.

Um grande abraço!