Cada vez que reclamamos de alguma coisa, inconscientemente, estamos pedindo para que aquilo se
repita.

Para chegar a essa afirmação, consideramos o significado da palavra “clamar”, que quer dizer “pedir”.

Pedir para que alguma coisa aconteça, insistir para que alguma coisa aconteça.

Seguindo nessa linha de pensamento, se acrescentarmos o prefixo “re” antes da palavra clamar temos a palavra “reclamar”. Sendo assim, ao reclamar estamos pedindo para que a coisa aconteça duas vezes.

É engraçado, mas no fundo no fundo é bem isso que estamos fazendo, mas não só isso. Não é só a palavra.

Não reclame de nada, nem de ninguém

Quando eu reclamo de alguma coisa, ou de alguém, inconscientemente, o que estou fazendo?

Imagine a situação:

Eu saio de manhã pra ir trabalhar e dentro do meu carro, percebo que está um trânsito horrível, aí
eu reclamo daquele trânsito.

Inconscientemente, obviamente, estou dizendo que todas aquelas pessoas saíram no horário errado e apenas eu saí no horário certo.

Então estou me elogiando e criticando as outras pessoas.

Ora, se eu estou me elogiando, é como se estivesse fazendo um reforço positivo para aquela minha ação. Ou seja, vou continuar fazendo aquilo, todos os dias, vou continuar pegando o trânsito.

Agora, como fazer para evitar isso?

Se eu não reclamar, eu vou encontrar uma solução para não pegar mais trânsito.

Então, como segurar esse impulso, essa vontade incontrolável de reclamar das coisas?

É só mudar um pouquinho a forma de expressar o sentimento.

Ao invés de simplesmente reclamar e dizer, “que droga olha que trânsito horrível”, podemos simplesmente dizer assim, “caramba tá um trânsito gigantesco! O que eu posso fazer para não pegar mais esse trânsito pelas manhãs?”.

Então não seria uma reclamação, pedindo para que a situação acontecesse novamente, nem um auto elogio inconscientemente. Ao mesmo tempo observe que a dinâmica dentro da cabeça, dentro dos pensamentos mudam.

Agora estamos a procura de uma solução para a pergunta: “Como que eu vou fazer pra que não pegue mais trânsito todos os dias pela manhã?”

Quando nós agimos assim, nós vamos encontrar soluções. Quando reclamamos, na realidade, pedimos para que a situação aconteça novamente.

Deixa eu dar um outro exemplo.

Você está no seu trabalho e os seus subordinados fazem alguma coisa errada. Aí você mentalmente ou verbalmente, chega e reclama: “nossa esses funcionários, esses colaboradores, fazem tudo sempre errado, não fazem as coisas corretas.”

Então mais uma vez, o que você está fazendo? Você está se elogiando, tá fazendo um elogio para você, dizendo que você é bom, mas os seus colaboradores, os seus funcionários, são terríveis!

Você tá fazendo um reforço positivo para que aquela a condição, para que aquela situação, se repita.

Ao invés disso, como é que você pode fazer?

Assumir a responsabilidade e dizer: “puxa esse serviço está saindo sempre errado. O que eu posso fazer para que isso não aconteça novamente?”

A partir desse momento a sua mente começa trabalhar em busca de soluções.

Experimente fazer isso no seu trabalho, experimente fazer isso nas suas relações pessoais, nas suas relações afetivas e você vai ver o quanto vai melhorar a qualidade do seu trabalho e a qualidade da sua vida.

Espero que você tenha gostado desse tema. Deixe um comentário me dizendo o que achou desse tema e se gostou, compartilhe com seus amigos.

Fica aí o desafio pra você: Não reclamar, nunca! Nem nada, nem de ninguém.

Um grande abraço.