O sucesso depende de sorte ou esforço?

Nesse artigo vou falar com você sobre: sorte ou esforço. O que precisamos mais para obter o sucesso?

Algumas pessoas dizem: Ah! Você é uma pessoa de sorte, por isso que você
conseguiu isso e aquilo.

E outros dizem: Ah! Você conseguiu isso ou aquilo
porque você se esforçou muito.

Sorte ou Esforço

Na minha percepção para ter sorte nós precisamos nos esforçar muito.
Tem uma frase famosa que diz assim:

“Quanto mais eu treino, mais sorte eu tenho. Quanto mais eu trabalho, mais sorte eu tenho.”

Essa semana eu estava falando com uma amiga de Barcelona, trocando ideias sobre isso e nós chegamos a essa conclusão acima.

Na minha reflexão, para que nós tenhamos sorte, pra que nós tenhamos
sucesso naquilo que nós fazemos, nós precisamos trabalhar muito muito muito, muito,  muito mesmo e, além disso, ainda tem um pouquinho de sorte, é claro!

Eu costumo extrair todos os meus ensinamentos da natureza.

Vamos refletir um pouco sobre o processo que aconteceu para nós, eu ou
você, estivéssemos nascido.

Primeiro,  eu tive que dar um pouquinho de sorte… minha mãe e o meu pai se encontraram, se conheceram e tiveram uma relação sexual em um dia que ela estava fértil. Sem isso nada aconteceria.

Até aí foi a pequena participação da sorte no processo do meu nascimento.

A partir daí, eu, na época ainda um espermatozoide, tive que me esforçar muito para vencer minha primeira corrida pela vida, chegar em primeiro lugar e fecundar o óvulo, se não eu não estaria aqui.

Ora se isso acontece no meu processo de nascimento, obviamente isso acontece também em todas as outras situações
da minha vida.

Eu vou ter que ter um pouquinho de sorte e também vou ter que trabalhar muito, me esforçar muito para atingir as minhas metas e os meus objetivos.

Isso se torna mais fácil quando tenho muito claro na minha mente, onde eu quero chegar, pra onde eu quero ir, quais são os meus projetos e os meus propósitos de vida.

Saber dessas coisas faz com que eu trabalhe de forma mais árdua, facilitando para que a sorte me acompanhe.

E você tem facilitado para que a sorte esteja a seu favor?

A relação entre respiração, emoção e suas ações

Respiração, emoção e ação

Você sabia que respiração e emoção estão intimamente ligados e que aquilo que você sente depende da forma como você está respirando?

Se você quer se aprofundar nesse assunto, e conhecer sobre a respiração, leia esse artigo ou assista o vídeo até o final.

O professor DeRose costuma dizer que se você escolher conscientemente o ritmo e a profundidade da sua respiração, você consegue determinar que tipo de emoção você vai sentir e consequentemente que tipo de ação você vai executar depois.

Existem muitos estudos sobre isso, e nesse vídeo, Alan Watkins conta o porquê você sente o que sente. Esse estudo demonstra a relação da respiração e nossos sentimentos.

O coração e o ritmo respiratório

Mas na prática, como é que ocorre esse fenômeno?

É mais ou menos assim… o nosso coração, costuma entrar em sintonia com o ritmo da nossa respiração.

Se a minha respiração estiver lenta e ritmada, o meu coração vai entrar
em ressonância com ela. O batimento cardíaco vai ser lento e vai ser ritmado.

Isso vai gerar o tipo de sentimento, um tipo de emoção: descontração, curiosidade, você vai se sentir bem, você vai ficar no estado de descontração.

Se a sua respiração fica lenta, mas fora do ritmo, o seu coração vai entrar
em ressonância com ela. Ele vai ficar lento, mas arritmado.

Ora ele fica lento, depois ele sobe, vai lá em cima depois ele volta, isso porque ele vai entrar e ressonância com a sua respiração.

Isso vai gerar um tipo de emoção: apatia, depressão.

Se a sua respiração está rápida e ritmada, mais uma vez o seu coração entra em ressonância com ela.

Seu coração vai ficar rápido, mas num ritmo. Isso vai determinar o tipo de emoção que você vai sentir. Foco, paixão, determinação, que por consequência vai gerar determinadas ações.

Se a sua respiração esta rápida, mas não tem o ritmo, novamente olha o coração entrando em ressonância com a sua respiração, ficando rápido e fora de ritmo.

Isso também vai gerar um tipo de emoção. Qual? Ansiedade, ódio, por exemplo, que vai gerar outro tipo de ação completamente diferente.

Parece uma coisa simples, mas obviamente  isso exige um treinamento para conseguir colocar isso em prática.

O ideal é que você aprenda a fazer exercícios e técnicas respiratórias. Eles vão condicionar o organismo a executar a respiração adequada aos resultados que você deseja alcançar.

Aconselho que você procure uma das escolas do Método DeROSE, ou entre em contato comigo para tirar suas dúvidas. Vou lhe mostrar o caminho para que você possa aprender também essas técnicas.

Espero que você tenha gostado desse assunto e que compartilhe com alguém que você ache que vai gostar.

Um forte abraço.

 

Prepare-se para ser homem em primeiro lugar

Lembro de uma vez em que meu pai me perguntou o que eu gostaria de ser quando me tornasse adulto.

Nessa época eu era apenas uma criança que morava às margens de uma rodovia em uma pequena cidade de Minas Gerais, e meu universo limitava-se a um cenário onde um dos meus maiores passatempos era observar os caminhões que ali passavam.

Então respondi ingenuamente que queria ser caminhoneiro. Ele, sábio e curioso, me perguntou o motivo da escolha.

Minha resposta foi imediata: Quero conhecer o mundo inteiro! Foi quando ele me transmitiu um conhecimento que guardei para a vida toda e a partir dali vi que eu poderia expandir meus horizontes.

Meu pai me disse que existem muitas profissões que permitem viajar e conhecer o mundo. Que se esse fosse o meu verdadeiro sonho, a maneira como iria realizá-lo pouco importaria. Poderia ser como caminhoneiro ou outra atividade qualquer.

Os anos se passaram e hoje sou Empreendedor do DeRᴏsᴇ Mᴇᴛʜᴏᴅ. Viajo o mundo ministrando cursos e palestras, ajudando pessoas no mundo inteiro a encontrarem o seu propósito na vida.

E como a vida é cíclica, quando o meu filho me pediu opinião sobre o que ele deveria ser quando crescesse, lembrei de meu pai e encontrei nas palavras do grande J.J. Rosseau a resposta para o meu filho: “…não se prepare para ser nem magistrado, nem soldado, nem padre; prepare-se para ser homem em primeiro lugar; tudo o que um homem deve ser, será capaz de ser, se preciso, tão bem quanto qualquer outro. E, ainda que a fortuna o faça mudar de lugar, estará sempre no seu”.

Como você lida com seus defeitos?

Neste vídeo eu cito um belo conto que nos ajuda a entender que para alcançar qualquer objetivo, é preciso ter força interior e autoestima. Conhecer seus pontos fortes, apesar das fraquezas, e tirar proveito deles é fundamental para o sucesso.

Espero que curta, comente e compartilhe com seus amigos!